A boa alimentação é fundamental na prevenção e tratamento do câncer #acolhaessacausa

alimentos

Para encerrar o Outubro Rosa, a nutricionista da Anjos do Lar, Thainá Luise Cipriani Bertollo, mostra a importância da boa alimentação para curar e prevenir o câncer. Entenda o conceito da frase ‘você é o que come’, confira algumas dicas de nutrição e saiba o que é mito ou verdade na relação nutrição x câncer.

Influência da alimentação no surgimento do câncer

“A alimentação é um fator exógeno de bastante relevância para o surgimento do câncer. Uma dieta e nutrição desequilibradas são classificadas como a segunda causa do aparecimento dessa doença e são responsáveis por até 20% dos casos de câncer em países como o Brasil (segundo os dados do Instituto Nacional de Câncer | INCA). Alimentos inadequados, com alto poder carcinogênico, possuem potencial para transformação de células do corpo, dando origem ao câncer, agravando ainda mais se ocorrer juntamente com outros fatores de risco como sedentarismo e alcoolismo.”

Alimentos que devem ser evitados

“Carne vermelha: pode facilitar o desenvolvimento de câncer no intestino por possuir grandes quantidades de ferro heme (nutriente essencial ao corpo, porém em excesso, pode ter efeito tóxico sobre as células), por isso, o seu consumo deve ser limitado, máximo 2 vezes na semana (em média 300g/semana). Importante ressaltar que o modo de preparo também pode ser um fator de risco para o aparecimento do câncer, dê preferência por fazer as carnes grelhadas, ao molho ou no vapor;

Sal: o sal está presente naturalmente nos alimentos e assim como o açúcar é usado para conservar e dar sabor. O sal é essencial na dieta em pequenas quantidades, porém em excesso pode causar câncer no estômago. Atenção para os alimentos industrializados, são fontes ricas desse mineral (Sal – Cloreto de sódio);

Açúcar: esse alimento pode favorecer a inflamação no nosso organismo por aumentar os níveis de insulina (hormônio responsável por colocar o açúcar para dentro das nossas células). Além do que já se sabe que o consumo excessivo carboidratos, como o açúcar, está relacionado ao aumento de peso que é considerado mais um fator de risco para o aparecimento da doença.”

Alimentos que devem ser excluídos do cardápio

“Carnes processadas: é qualquer tipo de carne que tenha sido transformada por salga, cura, fermentação, defumação e outros processos para realçar sabor ou melhorar a preservação (salsicha, linguiça, bacon, salame, mortadela). As substâncias presentes na fumaça do processo de defumação, os conservantes e o sal podem provocar o surgimento de cânceres, principalmente de estômago e intestino;

Adoçantes artificiais: os edulcorantes são conhecidos como adoçantes (presentes em produtos light, diet ou zero), possuem alto potencial para desenvolvimento de câncer;

Agrotóxicos: além dos alimentos in natura como frutas, legumes, verduras, cereais integrais, castanhas e outras oleaginosas, ovos, leite e carnes frescas, é importante destacar que os resíduos dos agrotóxicos também podem estar presente nos alimentos como biscoitos, salgadinhos, pães, cereais matinais, entre outros. Prefira consumir alimentos orgânicos, pois são mais saudáveis e agridem menos o nosso organismo.”

Alimentação recomendável para um paciente de câncer

“O paciente com diagnóstico de câncer deve, sim, buscar ter uma alimentação mais saudável. A alimentação equilibrada irá proporcionar maior estabilidade do peso corporal (tanto na recuperação ou manutenção do peso, ambos muito importantes nessa situação) e na manutenção da imunidade adequada, o que é muito importante durante um tratamento com quimioterapia por exemplo. A alimentação mais indicada é a que abrange os alimentos naturais e íntegros, ou seja, quanto menos alimentos processados ou ultraprocessados (alimentos prontos para consumo, congelados, enlatados, sucos de caixinhas, entre outros), mais ‘limpa’ sua alimentação será e seu organismo irá reagir de melhor forma.’

Alimentação como agente de prevenção

“Muitos alimentos possuem ação preventiva quando falamos de câncer. Mas  de uma forma geral, podemos citar como poderosos: frutas, legumes, verduras, cereais integrais, feijões e oleaginosas (nozes, castanhas),  pois agem fortalecendo as defesas do corpo (imunidade) e melhorando o funcionamento de órgãos como o intestino. Esses alimentos têm o poder de inibir a chegada de compostos cancerígenos até as células e são  fontes de vários micro e macronutrientes, como exemplo:
– Vitaminas C e E: são importantes antioxidantes,  e possuem ação preventiva já  confirmada;
– Fibras: possuem ações protetoras contra o câncer, principalmente o de intestino, por regularizarem o transito intestinal.”

Fator emocional x alimentação

“Muitas vezes o alimento é uma espécie de ‘fuga’ para alguns fatores emocionais, podendo até levar a uma compulsão alimentar (comer em excesso) ou até mesmo a uma anorexia (consumo alimentar insuficiente). Dessa forma, fatores psicológicos influenciam de forma significativa o consumo alimentar e, muitas vezes, até ajuda a determinar a escolha de alimento que paciente irá fazer.”

Cuidado com tratamentos alternativos!

“Os estudos científicos estão cada vez mais se aprofundando na fitoterapia (uso de plantas medicinais no tratamento de algumas doenças), porem o tratamento do câncer envolve muitos fatores e necessita de auxílio medicamentoso coforme avaliação médica. Muitas plantas possuem ação benéfica para auxílio na imunidade e até controle de alguns sintomas, porem ressalto que é sempre importante ter conhecimento técnico do beneficio da planta ou fitoterápico que for usar e sempre comunicar o seu médico caso deseja fazer o uso.”

Mitos e verdades na relação nutrição x câncer:

Mitos

O forno de micro-ondas provoca câncer?

“Esse tipo de forno possui uma forma de radiação não ionizante, que não tem capacidade para lesar o DNA das células. Portanto, a exposição não torna o alimento radioativo e também não causa risco à saúde das pessoas.”

Existem alimentos que curam o câncer?

“As evidências são claras que uma alimentação saudável auxilia na prevenção e no tratamento do câncer, porém não podemos atribuir a nenhum alimento específico poder de cura. A alimentação saudável deve ser variada e composta por diferentes tipos de alimentos protetores, como frutas, legumes, verduras, feijões e outras leguminosas, cereais integrais, castanhas e outras oleaginosas.”

Verdades

A alimentação pode evitar o câncer?

“Uma dieta rica em alimentos naturais, como frutas, legumes, verduras, cereais integrais, feijões e outras leguminosas, e pobre em alimentos ultraprocessados, como aqueles prontos para consumir, é capaz de prevenir o surgimento da doença.”

A gordura corporal está relacionada com o aumento do risco da incidência de câncer?

“Sim, o excesso de gordura corporal provoca alterações hormonais e deixam nosso organismo mais inflamado, gerando maior crescimento celular e maior probabilidade de surgimento do câncer.”

Os refrigerantes possuem corantes que podem favorecer o aparecimento de câncer?

“Sim, os refrigerantes contêm a substância 4-MI (4-metil-imidazol), classificada como possivelmente cancerígena pela Agência Internacional para Pesquisa em Câncer (IARC), da Organização Mundial da Saúde (OMS).”

Saiba mais sobre o tema clicando aqui.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *